Vigor e germinação de sementes híbridas de pimenteiras ornamentais

Mayana F. Nascimento, Elizanilda Ramalho do Rêgo, Mailson Monteiro do Rêgo, Naysa Flávia F. do Nascimento, Emmanuelle Rodrigues Araújo

Abstract


Sementes híbridas nem sempre possuem bom vigor e germinação, principalmente quando são resultantes de cruzamentos interespecíficos. Nesse sentido, o objetivo desse trabalho foi avaliar o vigor e a germinação de sementes híbridas de pimenteiras ornamentais pertencentes ao gênero Capsicum. O vigor das sementes híbridas variou de 0 a 100 %, sendo que o menor valor de vigor foi obtido de sementes de híbridos simples e triplos entre cruzamentos interespecíficos (C. baccatum x C. annuum; C. chinenese x C. annuum; C. baccatum x (C. annuum x C. annuum) e C. chinense x (C. annuum x C. annuum), com exceção do cruzamento (C. chinense x C. baccatum), que mostrou 80 e 70 % de vigor e germinação, respectivamente. Quando o híbrido simples é utilizado como genitor masculino, obtêm-se maior vigor e germinação de sementes, variando entre 30 e 60 % no vigor e a germinação entre de 60 a 90 %. O melhor resultado para vigor e germinação foi obtido em sementes de híbridos simples intraespecíficos. O direcionamento do cruzamento para obtenção das sementes híbridas é crucial para a qualidade delas.


Keywords


variabilidade, Capsicum, hibridação, cruzamento, melhoramento genético, pimenta.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v17i1.717

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema