Efeito de diferentes substratos e adubação fosfatada no crescimento de mudas de Rhapis excelsa (Thunb.) A. Henry ex Rehder (Palmeira-ráfia)

Petterson Baptista da Luz, Patricia Duarte de Oliveira Paiva, Armando Reis Tavares, Shoey Kanashiro, Francismar Francisco Alves Aguiar

Abstract


Palmeira-ráfia (Rhapis excelsa (Thunb.) A. Henry ex Rehder) é uma das palmeiras ornamentais mais cultivadas em todo mundo, indicada principalmente para vasos e áreas de sombra. O objetivo deste estudo foi investigar o efeito de
substratos no crescimento de mudas da palmeira-ráfia. Foram utilizadas 240 plantas com aproximadamente um ano de idade, plantadas em sacos de polietileno de 2,5 litros, contendo os diferentes tratamentos. Para a composição dos substratos, foram utilizados terra, esterco de curral, areia e casca de arroz carbonizada, em todas as combinações possíveis, nas mesmas proporções, com e sem a aplicação de superfosfato simples (10 g L-1 substrato), totalizando 30 tratamentos. O delineamento foi inteiramente casualizado, com 4 repetições e duas plantas por parcela. As variáveis analisadas foram altura da planta, número de folhas, diâmetro do caule e número de brotações. Verificou-se para todos os parâmetros a superioridade do substrato constituído por esterco, em relação aos demais. Os substratos constituídos por 1 terra + 1 esterco + 1 areia, 1 terra + 1 esterco + 1 casca de arroz carbonizada e 1 terra + 1 esterco + 1 areia + 1 casca de arroz carbonizada proporcionaram
a formação de mudas com qualidade equivalente ao substrato constituído por apenas esterco. Não houve resposta da R. excelsa à adubação fosfatada.


Keywords


planta ornamental, palmeira, substrato.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v17i1.715

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema