Tratamentos pós-colheita e qualidade de hastes florais de Limonium sinuatum(

Marlise Nara Ciotta, Eduardo da Costa Nunes

Abstract


O gênero Limonium é composto de mais de 300 espécies, anuais e perenes. Uma delas é o Limonium sinuatum, que tem grande potencial para uso como flor de corte, tanto em arranjos florais frescos ou como flor seca. Para conservar a longevidade das hastes florais, normalmente são utilizadas soluções com sacarose. Os objetivos deste trabalho foram quantificar o tempo de desidratação de hastes florais de Limonium sinuatum e avaliar seu uso como flor desidratada e a durabilidade de hastes florais após a colheita, em diferentes concentrações de soluções com sacarose. Os resultados mostram que a desidratação total em estufa ocorreu em 36 horas, a 50ºC, e ao ar livre, após o 11º dia de secagem. Em ambas as formas, as flores mantiveram as características, especialmente de coloração, enquanto as hastes escureceram. A longevidade das hastes florais é maior em soluções contendo sacarose e mantidas em condições de temperatura ambiente do que em câmara fria, a 9ºC. A durabilidade nestas condições foi igual ou superior a 8 ou 4 dias, respectivamente.

Keywords


haste de corte, flor desidratada, conservação de hastes florais.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v17i2.712

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema