Qualidade de cultivares de gérbera de vaso em função das características físicas e químicas dos substratos

Fernanda Ludwig, Amaralina Celoto Guerrero, Dirceu Maximino Fernandes, Roberto Lyra Villas Bôas, Denise Laschi

Abstract


avaliar a preferência do consumidor quanto a cultivares de gérbera produzidas em substratos, com diferentes características físicas e químicas, realizou-se o experimento sob ambiente protegido, de setembro a novembro de 2008, na FCA/Unesp, Botucatu (SP). O delineamento experimental foi o de blocos casualizados em esquema fatorial 5x2 (5 substratos e 2 cultivares) e quatro repetições. Os substratos utilizados foram: 1= 40% terra vermelha, 40% casca de pinus, 10% composição 1 (C1) (40% casca de pinus + 30% vermiculita + 30% casca de arroz carbonizada), 10% composição 2 (C2) (75% casca de pinus + 25% acícula de pinus); 2= 20% terra vermelha, 30% casca pinus, 30% C1, 20% C2; 3= 50% casca de pinus, 20% fibra de coco granulada, 30% C1; 4= 30% casca de pinus, 30% C1, 20% fibra de coco granulada, 20% fibra de coco mista; e 5= substrato comercial (70% casca de pinus + 15% turfa + 15% vermiculita). As cultivares utilizadas foram Red e Cherry. As plantas, em ponto de comercialização, foram avaliadas por consumidores com o preenchimento de questionário, atribuindo notas para o aspecto das folhas, das inflorescências e geral da planta. Em seguida, foram determinados o número e o diâmetro das inflorescências, número de folhas, diâmetro da planta, diâmetro da haste, altura da planta, área foliar, fitomassa fresca e seca e conteúdo de água da parte aérea. As notas superiores foram atribuídas à cultivar Cherry, que apresentou maior diâmetro da inflorescência e planta e menor número das inflorescências. As plantas conduzidas nos substratos com menor pH e maiores densidades tiveram as notas inferiores, tendo apresentado menor número de folhas, diâmetro da planta e área foliar. Conclui-se que a cultivar Cherry tem maior aceitação pelo consumidor em relação à Red e que substratos com densidade seca inferior a 530 kg m-3 e valores de pH entre 5,5 e 6,8 são mais adequados para produção de gérbera.Palavras-chave: Gerbera jamesonii, cultivo s

Keywords


Gerbera jamesonii, cultivo sem solo, fertirrigação.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v17i2.710

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema