Qualidade de inflorescências de Heliconia stricta e Heliconia bihai produzidas sob adubação química e orgânica

Andrezza da Silva Machado Neto, Janie Mendes Jasmim, José Tarcísio Lima Thiébaut, Priscilla Brites Xavier

Abstract


O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade das inflorescências de Heliconia stricta e Heliconia bihai cultivadas a pleno sol, com irrigação, sob três tratamentos: adubação química, orgânica e sem adubação. Ao longo do ciclo produtivo, duzentas e oitenta e cinco inflorescências de H. bihai, em 15 meses e 142 inflorescências de H. stricta, em nove meses, foram avaliadas pelo método de amostragem simples ao acaso. A qualidade foi avaliada através da distribuição das inflorescências em cinco classes (C), de acordo com o padrão de qualidade do atacado, e através de duas classes (A e B) de aceitação do varejo. Em H. bihai, o tratamento químico produziu maior número de inflorescências com melhor qualidade. H. stricta produziu maior número de inflorescências, de melhor qualidade, sem adubação.

Keywords


Heliconia, Heliconiaceae, flores tropicais, qualidade da inflorescência.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v17i2.709

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema