Emergência de plântulas de Copernicia alba (Morong ex Morong e Britton) em função da escarificação mecânica e imersão de sementes em água corrente

Carmem Lúcia Ferreira Fava, Maria Cristina Figueiredo e Albuquerque

Abstract


Este trabalho teve como objetivo avaliar a emergência de plântulas de Copernicia alba em função da escarificação mecânica e imersão das sementes em água corrente. As sementes foram submetidas a duas formas de escarifição mecânica - escarificação na região do hilo e escarificação na região e no lado oposto ao hilo - e a três tempos de imersão em água corrente - 24, 48 e 72 horas. Os tratamentos foram comparados com testemunhas sem escarificação e sem embebição. A escarificação mecânica foi feita manualmente com uma lixa nº 100. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 3x4, com quatro repetições de 20 sementes. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. A causa da dormência em sementes de Copernicia alba é de natureza física, sendo devida à dureza de seu endocarpo. A escarificação mecânica não foi eficiente para acelerar a emergência de plântulas, e a imersão das sementes em água corrente por 24 ou 48 horas foi eficaz para a superação da dormência em sementes desta espécie.

Keywords


Arecaceae, carandá, palmeira, dormência.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v17i2.708

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema