Produção de mudas de Zínia elegans em substratos à base de resíduos agroindustriais e agropecuários em diferentes tamanhos de recipientes

Helon Hébano de Freitas Sousa, Fred Carvalho Bezerra, Raimundo Nonato de Assis Júnior, Fernando Vasconcellos Meyer Ferreira, Tiago da Costa Silva, Lindberg Araújo Crisóstomo

Abstract


O substrato e o tamanho do recipiente são fatores importantes para a obtenção de mudas de qualidade. Os objetivos desse trabalho foram testar oito substratos e três tipos de recipientes na produção de mudas de zínia. Os substratos foram formulados com os seguintes compostos: bagaço de cana e esterco bovino (composto 1); lixo de frutas e de verduras mais esterco bovino (composto 2); e pó da casca de coco verde, bagana de carnaúba e solo. O experimento foi conduzido em condições de casa de vegetação, e os substratos testados foram: S1= composto 1 + bagana + solo (1:2:1); S2= composto 1 + pó de coco verde + solo (1:2:1); S3= composto 1 + bagana (1:1); S4= composto 1 + pó de coco verde (1:1); S5= composto 2 puro; S6= composto 2 + bagana (1:1); S7= composto 2 + pó de coco verde (1:1); e S8= substrato comercial. Os recipientes testados foram bandejas plásticas com 228 (14 ml/célula), 150 (19 ml/célula) e 126 células (30 ml/célula), respectivamente. A percentagem de germinação foi semelhante para todos os substratos e bandejas testados. Os substratos S1 e S8 e a bandeja com 126 células mostraram os melhores resultados para as variáveis altura, massa seca da parte aérea e percentagem de sobrevivência da mudas.

Keywords


floricultura, compostagem, reciclagem.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v17i2.706

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema