Equações de regressão para estimativa da área foliar de Angelonia salicariaefolia Bonpl. (Serophulariaceae)

Ana Christina Rossni Pinto, José Carlos Barbosa, Izabel Cristina Leite

Abstract


O conhecimento da área foliar é fundamental para estudos de análise de crescimento, fenologia e nutrição. A utilização de equações de regressão para estimativa da área foliar é um método simples, rápido, de baixo custo, boa precisão e não destrutivo, possibilitando avaliações durante todo o ciclo de vida de uma planta. O presente trabalho teve por objetivo determinar equações de regressão para estimativa da área foliar, que auxiliarão em estudos posteriores sobre biologia e cultivo de Angelonia salicariaefolia, planta com significativo potencial ornamental. Coletaram-se 100 folhas ao acaso, de diferentes plantas sujeitas às diversas condições ecológicas. Determinaram-se o comprimento ao longo da nervura principal (C), a largura máxima perpendicular à nervura principal (L) e a área foliar real (AFR), com o auxílio do planímetro. Estudaram-se as relações existentes entre a área foliar real (AFR) e o parâmetro dimensional do produto do comprimento pela largura da folha (CL), por meio de modelos de regressão linear. Concluiu-se que os modelos obtidos AFR = - 0,080987 + 0,83898 CL e AFR = 0,821114 CL são adequados para estimar a área foliar real. Mas, pela simplicidade e por apresentar
o teste F para a hipótese H0: a = O não significativo, recomenda-se o modelo linear sem intercepto AFR = 0,821114 CL.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v5i2.56

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema