Adubação foliar e via substrato no desenvolvimento inicial de mudas de bromélia imperial

DANIELLA NOGUEIRA MORAES CARNEIRO, PATRÍCIA DUARTE DE OLIVEIRA PAIVA, ÉRICA RESENDE ANDRADE SANTA CECÍLIA, LEANDRO FLÁVIO CARNEIRO, RENATO PAIVA

Abstract


As bromélias têm sido muito utilizadas em projetos paisagísticos, por sua beleza e resistência, destacando-se a bromélia-imperial (Alcantarea imperialis), espécie bastante usada em paisagismo. Apesar da importância dessas espécies ornamentais, o conhecimento sobre adubação ainda é restrito. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da adubação com boro e zinco em substrato e via foliar sobre o desenvolvimento de mudas de bromélia-imperial.  As mudas foram plantadas em vasos de 1 dm3 contendo substrato composto por casca de arroz carbonizada (50%) e terra de subsuperfície (50%). Foram testados 8 tratamentos: presença e ausência de adubação via substrato, adubação foliar com boro (1g L-1 de H2BO3), zinco (1g L-1 de ZnSO4), boro associado ao zinco (nas mesmas concentrações) além da testemunha, constituindo fatorial 2x4. O experimento foi instalado em delineamento inteiramente casualizado, com 4 repetições. As avaliações foram realizadas sete meses após a implantação do experimento observando-se o incremento de altura, número de folhas por planta, largura das folhas e diâmetro médio das rosetas. Observou-se que o fornecimento de B+Zn proporcionou menor incremento na altura e largura das folhas. Menor número de folhas formadas nas mudas foi constatado quando as adubações com B ou B+Zn foram realizadas, não havendo diferenças entre elas. Menor diâmetro da roseta foi observado em plantas cultivadas com adubação via substrato. Observou-se também a ocorrência de necrose nas pontas das folhas das bromélias em conseqüência da adubação foliar. Verificou-se que as plantas tratadas com boro apresentaram maior incidência dessas necroses nas folhas.




DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v15i1.431

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema