Análise quali - quantitativa da vegetação e dos elementos arquitetônicos da Praça Dom Assis, Jaboticabal, São Paulo

Gisele Sales Batista, Helena Denardi Borella, Renata Gimenes, Gustavo de Nobrega Romani, Kathia Fernandes Lopes Pivetta

Abstract


As praças são espaços públicos urbanos livres de edificações e que propiciam convivência e recreação para seus usuários, além de contribuírem para o embelezamento das cidades, desempenhando uma função importante no contexto urbanístico ambiental. Tendo em vista a importância das praças e as conseqüências do crescimento urbano, este trabalho teve como objetivo avaliar a situação atual e usos da Praça Dom Assis de Jaboticabal, mediante análise quali-quantitativa da vegetação e dos elementos arquitetônicos e uma pesquisa de opinião pública com a população. Foi realizado um levantamento da vegetação local (árvores, arbustos, palmeiras e herbáceas ornamentais) e uma pesquisa de opinião foi aplicada na praça, em dias da semana e horários diferentes, por meio de 100 questionários com perguntas diretas aos entrevistados. A praça possui rica vegetação, com 36 espécies divididas em 18 famílias botânicas num total de 84 indivíduos, destacando-se entre as arbóreas, as sibipirunas (Caesalpinia peltophoroides), cássia-imperial (Cassia fistula) e algumas espécies de palmeiras. Pôde-se identificar que se trata de um local muito freqüentado por pessoas de diversas faixas etárias, prevalecendo idosos. Conclui-se que atualmente a praça tende mais a um bosque no meio urbano, proporcionando conforto térmico em um clima de verão tão severo como o de Jaboticabal. Palavras-chave: Arborização urbana, espaços públicos, paisagismo.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v19i1.423

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema