Propagação vegetativa e potencial paisagístico de uma verbena rasteira

CAROLINE CHITOLINA DE CAMPOS, CLAUDIA PETRY

Abstract


Verbenas rasteiras são facilmente encontradas em terrenos baldios e beiras de barrancos. Apresentam folhas de tom verde-escuro e inflorescências violeta, e possuem características de rusticidade e adaptabilidade que demonstram sua viabilidade para uso em paisagismo. O presente artigo teve por objetivo avaliar a propagação vegetativa de uma planta rasteira da família Verbenaceae e demonstrar seu valor ornamental. Para tanto, realizou-se a classificação taxonômica e a propagação vegetativa por estaquia com a utilização de dois substratos, um com casca de arroz carbonizada apenas e outro formado por solo mineral, composto orgânico e casca de arroz carbonizada (1+1+0,5), e cinco doses de AIB (0, 150, 300, 450 e 600 ppm), com avaliação do percentual de enraizamento.

Avaliou-se o potencial ornamental e paisagístico das mudas instaladasem canteiro com medições de altura e diâmetro da planta, bem como a ocorrência de plantas invasoras. Os valores obtidos na estaquia mostraram que a dose de 600 ppm e o substrato com solo mineral apresentaram melhores resultados no enraizamento das estacas. Em canteiro, os resultados demonstraram o rápido crescimento das mudas com intensa emissão de estolões e fechamento do espaço em 105 dias. Esta espécie rústica, Glandularia marrubioides (Cham.) Tronc. cf., apresenta alto potencial ornamental e paisagístico como forração em áreas degradadas e em declive.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v14i2.287

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema