Metabolismo de plantas de Epidendrum fulgens em fase de enraizamento e de aclimatização ex vitro.

Rafaellen Caroline Storck, Gilmar Roberto Zaffari

Abstract


A composição dos meios de cultivo durante a fase de enraizamento in vitro está diretamente relacionada ao sucesso da aclimatização. Pré-tratamentos com baixas concentrações de carboidratos e de sais no meio de enraizamento têm estimulado uma pré-adaptação à condição autotrófica. Plântulas de Epidendrum fulgens foram cultivadas na fase de enraizamento em diferentes concentrações salinas do meio de MS e de sacarose, adicionados ou não de reguladores de crescimento, durante 60 dias, com objetivo de promover uma pré-adaptação à condição autotrófica da fase de aclimatização. A redução de 50% na concentração salina do meio MS adicionado de 1,5% e de 3,0% (p/v) de sacarose, e de 67% com 1,5% de sacarose nos meios de cultivo, com ou sem regulador de crescimento, promoveu aumento significativo na altura das plântulas de Epidendrum fulgens. Entretanto, o mesmo efeito não foi verificado no número de raízes. As plântulas cultivadas em meio de cultura com redução na concentração de nutrientes e de sacarose, adicionado ou não de reguladores de crescimento tiveram um metabolismo mixotrófico ao final dos 60 dias de enraizamento in vitro e uma maior autotrofia das plântulas aos 15 dias de aclimatização.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v13i2.216

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema