Jardim sensorial: uma proposta para crianças deficientes visuais.

Maria Carolina Sabbagh, Francine Lorena Cuquel

Abstract


As crianças deficientes visuais nascem com dificuldades de formação de conceitos e de construção mental do espaço que as rodeia. Durante a infância, há a necessidade de estímulo precoce de outros sentidos e de descrições verbais que possam lhes proporcionar essas informações. Entretanto, muitas crianças deficientes visuais são educadas e estimuladas pelos pais e professores da mesma maneira que crianças videntes, só que sem a visão, gerando introspecção e inserção deficitária no mundo exterior. O objetivo deste projeto foi fornecer informações paisagísticas e agronômicas que pudessem subsidiar a criação de um espaço público voltado para crianças portadoras de deficiência visual total na faixa etária de 5 -10 anos. Esse espaço foi concebido sob a premissa de que as crianças pudessem descobrir a natureza por meio de um contato estreito com elementos advindos dela, a partir da percepção. Além disso, o espaço foi criado de forma lúdica, permitindo que as crianças pudessem brincar sob monitoria assistida, a fim de favorecer o desenvolvimento precoce de autonomia e autoconfiança. Nele, foram valorizados espaços amplos, seguros e organizados, contendo elementos naturais, de forma a permitir que as crianças apresentassem um interesse precoce pelo mundo que as rodeia e ampliassem seus horizontes. Ele também apresenta uma proposta educacional em que é possível o reconhecimento das espécies do cotidiano. As plantas oram cuidadosamente selecionadas para aguçarem o tato e o olfato, utilizando-se texturas, formas e densidades diferenciadas, além de fragrâncias diversas. Em complemento, também foram inseridos elementos que propiciassem condições variadas de sonoridade.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v13i2.211

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema