Cultivo de Tillandsia kautskyi E. Pereira, bromélia brasileira em risco de extinção: considerações sobre adubação foliar.

Maria Esmeralda Soares Payão Demattê

Abstract


Foi objetivo observar o efeito de duas fontes de nutrientes (mineral e orgânica) sobre o crescimento de Tillandsia kautskyi. O experimento foi conduzido de janeiro de 2003 a maio de 2004, em Jaboticabal (SP), em telado com 70% de interceptação da luz solar. As mudas foram cultivadas em vasos de plástico, em substrato constituído por 100% de fibra de coco. Foram comparados os seguintes tratamentos de adubação foliar a cada 30 dias, exceto nos meses de inverno: A1 = adubo NPK 14-7-28 + Mg, na dose de 0,5 g/L; A2 = A1 + húmus solúvel, na dose de 75 mg/L; A3 = húmus solúvel, na dose de 75 mg/L; A4 = testemunha sem adubação. As plantas do tratamento A1 obtiveram maior altura da parte aérea e maior comprimento do sistema radicular que as não-adubadas.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v12i2.193

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema