Crescimento da gérbera e produção de fitomassa seca em função de níveis de condutividade elétrica

Poliana Rocha D’Almeida Mota, Roberto Villas Bôas Lyra, Fernanda Ludwig, Dirceu Maximino Fernandes

Abstract


Devido ao aumento do consumo de plantas ornamentais, o consumidor tornou-se mais exigente com relação à qualidade. Tentando melhorar a qualidade do produto, são adotados padrões sobre a estatura da planta, dos quais se pode citar: a altura da planta, número de inflorescências, diâmetro das inflorescências e número de folhas. O principal motivo para a grande aceitação da gérbera no mercado são as inúmeras variedades com diferentes tonalidades.
O controle da adubação é de fundamental importância para a maioria das culturas comerciais agrícolas. Contudo, a necessidade de resultados satisfatórios tem estimulado o desenvolvimento de novas propostas de manejo da adubação, como métodos alternativos para tal controle, que sejam economicamente viáveis, pontual e proporcionem bons resultados. Dentre estas, tem-se o manejo da condutividade elétrica de forma a fornecer às plantas a quantidade ideal buscando a auto-suficiência da unidade produtiva.
O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de avaliar os parâmetros de crescimento de plantas de gérbera e fitomassa seca submetidas a diferentes níveis de CE.   


Keywords


Gerbera jamesonii L., fertirrigação, nutrição, manejo de nutrientes, floricultura.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1869

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema