Teores foliares de macronutrientes em crisântemos cultivados em substratos contendo composto de lixo urbano e casca de arroz carbonizada.

Ângela Cristina Oliveira Stringheta, Hermínia Prieto Martinez, Antônio Américo Cardoso, Cândido Alves da Costa

Abstract


O objetivo deste trabalho foi investigar a influência da adição de composto de lixo urbano (CLU) e de casca de arroz carbonizada (CAC) no crescimento e nos teores foliares de macronutrientes, em duas variedades de crisântemo (Dendranthema grandiflora Tzvelev) (Amarelo São Paulo e Puritan) cultivadas em substrato. Os tratamentos foram constituídos da mistura solo-areia-condicionador, na proporção volumétrica 2:1:4, constituindo-se o condicionador da mistura CAC + CLU, em que: T1 = 100% CAC; T2 = 67% CAC + 33% CLU; T3 = 33% CAC + 67% CLU, e T4 = 100% CLU. Cultivaram-se plantas em vasos e colheram-nas, parceladamente, à medida que cada tratamento apresentava 70% das inflorescências abertas, e determinaram-se as concentrações foliares dos macronutrientes. Variações na concentração do CLU e da CAC influenciaram as concentrações foliares de N, P e Ca, com o teor máximo de N e P foliares alcançados com 33% de CLU, como condicionador, e os teores máximos de Ca e Mg atingidos com 67% e 100% de CLU respectivamente. A absorção dos nutrientes pelas plantas foi influenciada pelo elevado pH (>7,4) e pela elevada condutividade elétrica (>12,97 dS/m) apresentada pelos substratos contendo CLU. A concentração de K não foi influenciada pela concentração de CLU e CAC, mantendo-se constante para todos os tratamentos. Não se observaram sintomas de toxicidade nas plantas.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v9i2.185

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema