Desenvolvimento in vitro de orquídea nativa do Mato Grosso em diferentes concentrações de citocinina

Silvana Hirooka, Jeferson Luiz Dalabona Dombroski, Patrícia Helena de Azevedo, Joamir Filho

Abstract


Oncidium ceboletta ( S.W.) é uma orquídea nativa no Mato Grosso e apresenta potencial como espécie ornamental. Sua propagação por métodos tradicionais é dificultada pelo fato de serem de crescimento lento e suas sementes dependerem de condições especiais para a sua germinação. A adição de fitohormônios no meio de cultura para a análise do desenvolvimento das orquídeas tem apresentado resultados contrastantes. Experimentos realizados ao longo de anos têm evidenciado que, dentro da família Orchidaceae, as condições de cultivo são específicas para os gêneros e algumas vezes para espécies pertencentes ao mesmo gênero. (Martini, 2006) (Miyoshi,1995). O tipo, a concentração e a combinação de reguladores de crescimento desempenham um importante papel na propagação in vitro de muitas espécies de orquídeas (Sheelavanthmath et al.,2005) É de grande importância o desenvolvimento de métodos eficientes de propagação de orquídeas, aonde se possa obter grande número de plantas com qualidade em um período de tempo mais curto. Sendo assim o objetivo deste trabalho foi o de testar diferentes concentrações de citocinina no desenvolvimento de Oncidium cebolato. Foram utilizadas plântulas provenientes de sementes de O.ceboletta, que já se encontravam estabelecidas in vitro, com aproximadamente 1,0 ±2 cm de altura. O meio de cultura utilizado foi o de Murashige e Skoog,1962 acrescido de benzilamina (BAP)5 µM e 15 µM e cinetina 5 µM e 15 µM e citocinina 0 µM  formando um  delineamento inteiramente casualisado com 5 tratamentos e seis repetições. As características avaliadas foram: altura, brotos e calos e a taxa de sobrevivência das espécies. Foi realizada análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade. No tratamento cinetina 5 µM se obteve a maior taxa de sobrevivência 100% e a melhor altura porém este dado não difere estatisticamente do BAP 5 µM e citocinina 0 µM. A melhor brotação se obteve com cinetina 15 µM, porém este valor não difere estatisticamente da cinetina 5 µM brotação. Na formação de calos não teve diferença significativa entre os tratamentos estudados.

Keywords


Oncidium ceboletta, benzilamina, cinetina, citocinina.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1838

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema