Propagação por estaquia em Orquídea Vanilla chamissonis Klotzsch

Saulo Araújo de Oliveira, Alexandre de Oliveira Takeda, Ana Paula Facioli, Robson Greguer Ferreira, Silvana Rodrigues Vaz, Tiago Trevizam de Freitas

Abstract


A família Orchidaceae é uma das maiores e mais diversificadas do reino vegetal, estima-se 700 gêneros e 25.000 espécies. Hoje são aceitas cinco subfamílias: Apostasioideae, Cypripedioideae, Epidendroideae, Orchidoideae, Vanilloideae. Este estudo concentrou-se nesta última, e mais especificamente na espécie Vanilla chamissonis (Singer & Koehler 2004; Van Den Berg, 1998).
A vanilina (4-hidroxi-3-metoxibenzaldeído) é um dos compostos aromáticos mais apreciados no mundo e um importante flavorizante para alimentos e bebidas, também pode ser utilizada em produtos farmacêuticos. É extraída de cápsulas de baunilha que é uma orquídea do gênero Vanilla. Este composto possui vários efeitos como prevenção de doenças, é considerado antimutagênico, antioxidante, conservante e antimicrobiano (Shaughnessy et al., 2001; Cerrutti & Alzamora,1996).
Com a crescente antropização dos habitats das orquídeas, faz-se necessário estudos voltados para a conservação, manejo, propagação e reintrodução das orquídeas à natureza. Dessa forma, é imprescindível o conhecimento detalhado das estratégias reprodutivas dessas espécies (Costa et al., 1998; Houch 1998).
Mundialmente, a propagação da baunilha é realizada por estaquia (Decker, 1956). Neste método propagativo, para a maioria das espécies, a aplicação de reguladores de crescimento é decisiva para o enraizamento (Kester & Sartori, 1966). Acelerando o início da formação de raízes, aumentando a percentagem do número e a qualidade das raízes formadas e uniformizar o enraizamento (Fachinello et al., 1994). O ácido indolbutirico (AIB) é um dos fitorreguladores mais utilizados na propagação assexuada pelo método de estaquia (Finardi, 1998).
Outro fator que contribui para o enraizamento de estacas é o substrato utilizado. Assim, é preciso conhecer a qualidade dos materiais que serão empregados na sua composição, a partir de suas propriedades físicas e químicas. Entre as propriedades físicas, destacam-se a densidade, a porosidade e a disponibilidade de água. Um dos condicionadores de substratos mais utilizados é a vermiculita, que possui alta capacidade de retenção de água (Fermino, 2003; Kämpf, 2000).
O objetivo do presente trabalho foi identificar o comportamento, da espécie Vanilla chamissonis, orquídea nativa do Estado de Goiás, na propagação assexuada, pelo método da estaquia, sob cultivo protegido, em câmara de nebulização. 


Keywords


Vanilla chamissonis; estaquia; propagação; orquídea; planta ornamental.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1835

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema