Murcha bacteriana em oxális causada por Ralstonia solanacearum.

Irene M.G. Almeida, Valdemar A. Malavolta Jr

Abstract


Observaram-se mudas de oxális apresentando sintomas de seca e queda de folhas, além de murcha e morte de plantas, ocorrendo em reboleiras, em canteiros de jardins da cidade de São Paulo (SP), além de descoloração no sistema vascular dessas plantas, com abundante exsudação bacteriana visualizada em exames microscópicos. Os isolamentos efetuados mostraram predominância de colônias bacterianas fluidas, de coloração branca com centro rosa em meio com tetrazólio, as quais foram caracterizadas como Ralstonia solanacearum (sin. Pseudomonas solanacearum), biovar 1, com base em testes bioquímicos e fisiológicos. Este é o primeiro relato da ocorrência dessa bactéria em oxális no Brasil. Linhagem bacteriana encontra-se depositada na Coleção de Culturas IBSBF sob no 1548.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v9i2.182

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema