Efeito de bioestimulante vegetal no cultivo e regeneração in vitro de embriões de mamona (Ricinus communis L.)

Fernanda Bertozzo, Isaac Stringueta Machado, Ilka South de Lima Cantanhede, Leonardo Soriano, Luciano Barbosa, Maurício Dutra Zanotto

Abstract


A mamoneira (Ricinus communis L.) é uma espécie oleaginosa originária da Índia, de onde se espalhou por quase todo o mundo, principalmente nas regiões tropicais e subtropicais. Seu cultivo apresenta importância socioeconômica crescente, pois o óleo, extraído de suas sementes, presta-se a uma ampla gama de setores da indústria. Representa hoje, devido às suas características físico-químicas, uma das principais alternativas para produção de biodiesel; podendo ser utilizada ainda, como matéria prima da indústria de fármacos e biopolímeros. Os processos de germinação das sementes e o desenvolvimento das plântulas de mamona são bastante variáveis e podem ser influenciados por uma série de fatores como a cultivar agronômica, condições edafo-climáticas e as de armazenamento empregadas, entre outros. A germinação pode ser demorada, ultrapassando três semanas, o que acarreta maior susceptibilidade a patógenos ou outras intempéries do ambiente. Com isto, tornam-se relevantes os estudos de métodos alternativos que busquem maior rapidez e segurança que os convencionais.
A técnica de cultivo de eixos embrionários tem sido utilizada para superar a dormência de sementes, em virtude da imaturidade do embrião, ou presença de substâncias inibidoras no endosperma; estudar os aspectos nutricionais e fisiológicos do desenvolvimento do embrião; testar viabilidade de sementes; recuperar híbridos raros de cruzamentos incompatíveis e como fonte de explantes com tecido de elevada totipotência, sendo esta a busca mais freqüente (Hu e Ferreira, 1998). Rocha et al. (2003), estudando a regeneração in vitro da mamoneira a partir de diferentes tipos de propágulos, confirmaram ser o eixo embrionário, a melhor fonte de explante.
O Stimulate® (0,009% de cinetina, 0,005% de ácido giberélico e 0.005% de ácido indolbutírico) é um regulador vegetal comercial que vem sendo bastante utilizado como indutor da morfogênese in vitro e ex vitro de células e tecidos de plantas, em diferentes fases do ciclo de desenvolvimento e em uma grande variedade de espécies vegetais. Foi descrito e testado por Vieira e Castro (2001) em sementes de soja, feijão e arroz, resultando em aumento da germinação de sementes, vigor das plântulas, crescimento radicular, área foliar e produtividade. Este trabalho teve como principal objetivo a avaliação do efeito da suplementação exógena do produto Stimulate® no estabelecimento do eixo embrionário em cultura asséptica, bem como os processos morfogenéticos de diferenciação e regeneração em parte aérea e raiz in vitro.

Keywords


Ricinus communis L.; cultivo de eixo embrionário; bioestimulante; cultura in vitro; sementes.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1816

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema