Indução floral em bromélia Guzmania ‘Grand Prix’

Elka Fabiana Aparecida Almeida, Maria Geralda Vilela Rodrigues, Franklin Cordeiro Silva, Mário Sérgio Carvalho Dias, Ivan Alves de Souza, Mônica Mendes Carvalho, Ronny Alex Araújo, Rafael Augusto da Costa Parrela

Abstract


O florescimento natural das bromélias ocorre de forma desuniforme, sendo necessário utilizar indutores florais para controlar seu longo período de juvenilidade. O experimento foi desenvolvido na fazenda experimental da Epamig em Nova Porteirinha (MG), utilizando-se plantas da bromélia Guzmania ‘Grand Prix’, objetivando analisar aspectos do desenvolvimento e qualidade das inflorescências em duas idades (10 e 16 meses) e duas doses de ethephon para indução floral (12 e 24 mg/planta) mais uma testemunha. Efetuou-se indução com o uso de 30 ml de solução com a concentração referente ao tratamento, aplicado no centro da roseta. As avaliações foram realizadas semanalmente para verificar o número médio de dias entre a indução e o florescimento e o desenvolvimento dasinflorescências. As plantas que não receberam o fitorregulador não floresceram, o que mostra a essencialidade da indução floral em um cultivo comercial. As plantas com 16 meses de idade tiveram o desenvolvimento da inflorescência mais rápido, com maiores diâmetros de haste e inflorescência, além de maior número de brácteas em comparação com as plantas de 10 meses. A menor dose (12 mg) proporcionou florescimento mais precoce, maior diâmetro e desenvolvimento mais rápido da inflorescência. Houve interação entre os fatores dose e idade com relação à altura da haste floral, apresentando menor altura de haste as plantas de 10 meses induzidas com a maior dose. Os melhores resultados foram obtidos em plantas induzidas aos 16 meses sendo a menor dose do fitorregulador (12 mg) a mais eficiente.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v9i2.176

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema