Uso de indutores de enraizamento na produção de mudas por estaquia de cróton (Codiaeum variegatum Blume).

Ana Paula Ribeiro, Luiz Gustavo Ares Kabbach, Regina Maria Monteiro Castilho

Abstract


O Cróton é uma planta arbustiva de folhagem muito exuberante originária da Ásia. Ele apresenta caule de textura semi-lenhosa a lenhosa e látex tóxico. Suas folhas são coriáceas e brilhantes e podem ser afiladas, lobadas, ovaladas ou retorcidas, de tamanhos variados. No entanto o que mais chama a atenção nesta planta é o colorido de suas folhas, que se mostram mescladas de vermelho, roxo, rosa, branco, amarelo, verde ou laranja, nas mais variadas combinações. O porte do cróton pode alcançar 2-3 metros de altura (JARDINEIRO.net).
Devem ser cultivados sob sol pleno ou sombra-parcial em solo fértil, leve e enriquecido com matéria orgânica, com regas regulares. Tipicamente tropical, o cróton não é tolerante ao frio e às geadas. Multiplica-se por estaquia e alporquia.
De acordo com Paiva e Gomes (1993), dentre os métodos de propagação vegetativa, a estaquia é ainda a técnica de maior viabilidade econômica para o estabelecimento de plantios clonais, pois permite, a um custo menor, a multiplicação de genótipos selecionados em um curto período de tempo.
Algumas técnicas são utilizadas para tentar maximizar percentual de enraizamento de estacas, entre as mais utilizadas destaca-se a aplicação exógena de reguladores de crescimento sintéticos de crescimento da planta. O ácido indolbutírico (AIB) é um dos mais empregados e mais eficientes por ser fotoestável e ser imune á ação biológica.
Este trabalho teve como objetivo avaliar o uso de indutores de enraizamento na produção de mudas de cróton (Codiaeum variegatum Blume), em ambiente protegido.

Keywords


Codiaeum variegatum; estacas; indutores de enraizamento.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1752

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema