Escolha de espécies arbóreas floríferas pelos moradores de dois bairros de Americana/SP.

Luzia Ferreira da Silva, Andrea Volpe Filik, Ana Maria Liner Pereira Lima, Demóstenes Ferreira da Silva Filho

Abstract


A participação da comunidade na escolha de espécies para o plantio, em calçadas, é uma prática recomendável e usada como forma de educação ambiental. A participação contribui para mudanças de atitudes e comportamentos relacionados à arborização urbana, principalmente para moradores que sentem aversão à árvore.
Para Paiva & Gonçalves (2000), o plantio de árvores estabelece um vínculo social entre a comunidade e a árvore, como também, uma continuidade que vai além de partidos e mandatos políticos.
O processo de urbanização tem mudado, drasticamente, a relação entre a sociedade e o meio natural. As pessoas têm sido afetadas pelas mudanças de valores sociais (Konijnendijk, 2000).
Neste contexto, é importante o regaste do valor paisagístico nas pessoas, principalmente em relação ao plantio de árvores. Com esta finalidade, o trabalho envolveu a comunidade, por meio de eleição de várias espécies.

Keywords


Arborização urbana, flores significativas, participação comunitária e espécies arbóreas viárias.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1714

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema