Utilização da Praça Dr. Augusto Silva, Lavras - MG, segundo seus freqüentadores.

Alessandra Teixeira da Silva, Thaísa Silva Tavares, Patrícia Duarte de Oliveira Paiva, Denismar Alves Nogueira

Abstract


Esta praça também já foi chamada de largo da Matriz, Praça Central e Jardim Municipal, que foi inaugurado oficialmente em 29 de novembro de 1908, quando passou a ter o nome de um ilustre médico lavrense. O jardim foi idealizado pelo administrador de obras municipais, o português Sr. Bernardino Maceira.A praça possui uma área de 7.552,65 m² com pisos de pedras portuguesas bastante utilizados em praças brasileiras.
Atualmente, as praças ou áreas verdes, têm fundamental importância em uma cidade, sendo utilizadas por pessoas de todas as idades e classes sociais, com a função de promover uma qualidade de vida melhor para a população, fornecendo aos seus usuários recreação, lazer e uma vida mais saudável.
As praças apresentam grande importância numa comunidade, sendo, fundamental um planejamento urbano adequado e tecnicamente bem executado, seguido de uma manutenção rigorosa, que levem à preservação e satisfação de seus usuários (Carvalho, 2001).
Estes espaços públicos são unidades urbanísticas fundamentais para a vida urbana e o seu modo de tratamento e uso indicam o nível de civilidade de seus usuários e o exercício dos direitos e deveres de cidadania nela vivenciados. É pelo uso que as pessoas fazem de uma praça um espaço importante para o seu dia-a-dia e convívio social (Sousa, 2005).
Do romantismo à praticidade, conceitos e funções sobre as praças existem os mais diversos; porém, todos têm um ponto em comum: é o local de reuniões e encontros. As praças são locais onde se reúnem para fins comerciais, políticos, sociais ou religiosos ou ainda, onde se desenvolvem atividades de entretenimento (Angelis Neto, 2003).
Neste contexto, a praça Dr. Augusto Silva, muito tradicional e de grande valor histórico está presente no dia-a-dia dos habitantes da cidade de Lavras - MG, destacandose como um ponto de convergência para seus usuários e freqüentadores. Objetivando analisar seus freqüentadores, realizou-se uma pesquisa de opinião na qual foram avaliados os períodos de freqüência diária na praça, faixa etária bem como o nível de escolaridade de seus usuários. Com isto buscou-se analisar a importância deste espaço público junto à população dos diferentes bairros da cidade.


Keywords


Praças Públicas; Urbanismo; Paisagismo



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1705

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema