Germinação in vitro de pólen de Portulaca sp – testes preliminares.

Daiane S. Lattuada, Claudimar S. Fior, Lia Rosane Rodrigues

Abstract


A família Portulacaceae possui inúmeras espécies com centro de origem na América do Sul. Entre as mais conhecidas encontra-se Portulaca oleraceae, com propriedades medicinais, e P. grandiflora, com emprego ornamental (Lorenzi & Matos, 2002).
Em março de 2006, exemplares de uma espécie ou variedade botânica do gênero Portulaca foram encontrados vegetando sob sol pleno em solo arenoso no município de São Francisco de Assis por profissionais do JB/FZB-RS. Devido à rara ocorrência e ao excelente aspecto ornamental (Figura 1A), uma planta foi coletada e submetida à propagação vegetativa, uma vez que a produção de sementes foi baixíssima nas condições ambientais do JB/FZB-RS. Atualmente, exemplares estão sendo estudados quanto a aspectos taxonômicos (identificação da espécie ou variedade), fitotécnicos (adubação e condução em vasos) e embriológicos (viabilidade do pólen, germinação de sementes e identificação do sistema de reprodução).
A produção de pólen viável é um parâmetro de grande importância no estudo de plantas e fornece informações básicas para a conservação das espécies e o planejamento de um programa de melhoramento genético. A determinação da viabilidade do pólen pode ser feita por métodos diretos, tal como a indução da germinação do pólen in vivo ou in vitro, e métodos indiretos, baseados na reação a corantes e fluorocromos (Shivanna & Johri, 1985; Dafni, 1992; Shivanna & Rangaswamy, 1992; Kearns & Inouye, 1993).
Assim, foram executados estudos envolvendo a germinação do pólen in vitro, com o objetivo de contribuir ao conhecimento da biologia reprodutiva de Portulaca sp.


Keywords


Espécie nativa; plantas ornamentais; tubo polínico.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1687

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema