Estabelecimento in vitro de Caju-de-Árvore-do-Cerrado a partir de segmentos nodais inoculados em diferentes concentrações dos sais MS em ausência e presença de luz.

Rafhael Espósito de Lima, Aurélio Rubio Neto, Francimar Alves Ximenes, João das Graças Santana, Fabiano Guimarães Silva

Abstract


O Cerrado está localizado basicamente no Planalto Central do Brasil sendo segundo maior bioma do país em área, apenas superado pela Floresta Amazônica (Sano & Almeida, 1998).
Ao longo do tempo, a ação direta e constante das queimadas e do desmatamento vem exercendo uma enorme pressão sobre a fauna e flora, contribuindo de forma significativa para a extinção de muitas espécies animais e vegetais, incluindo as fruteiras nativas, base de sustentação da vida silvestre e fonte de alimentos de fundamental importância na dieta alimentar dos índios e das populações rurais. Se essa exploração indiscriminada continuar, muitas espécies serão extintas antes mesmo de se tornarem conhecidas (Silva et al., 2001).
A cultura de tecido tem como definição básica o cultivo asséptico de qualquer parte viva da planta (explantes) constituído por frações de tecidos, órgãos ou mesmo células em suspensão em meio de cultura sintético (nutrientes, reguladores de crescimento, etc.) sob condições controladas de temperatura, umidade e luminosidade, para gerar uma nova planta. Esta técnica baseia-se, principalmente, na capacidade de células, tanto animal quanto vegetal de dar origem a novas células e, por conseguinte indivíduos, exatamente iguais à célula mãe. Esta propriedade é conhecida como totipotencialidade.
Algumas vantagens do uso da micropropagação em comparação com os sistemas convencionais de propagação são: incremento acelerado do número de plantas derivadas por genótipo, para obtenção de metabólitos importantes; redução do tempo de multiplicação; possibilidade de multiplicar grandes quantidades de plantas em uma área reduzida a baixos custos; maior controle sobre a sanidade do material propagado; facilidade para transporte do material in vitro de um lugar para outro (país ou região); intercâmbio de germoplasma; possibilidade de multiplicar rapidamente uma variedade da qual só exista poucos indivíduos, e criação e manutenção de bancos de germoplasma (Lameira et al., 2000).
O objetivo do experimento foi avaliar o crescimento de explantes de caju-de-árvoredo-cerrado na ausência e presença de luz sobre diferentes concentrações dos sais MS (100, 50 e 25%), suplementados com 30 g.L-1 de sacarose, 0,1 g.L-1 de inositol, 4 g.L-1 de Agar, 2 g.L-1 de carvão ativo, 30 µm de BAP e autoclavados a 121 ºC, sob pressão de 1,5 atm, por 20 minutos. As plantas matrizes foram pulverizadas 48 e 24 horas antes da coleta dos explantes com fungicida sistêmico Derozal® (2 mL.L-1).

Keywords


Anacardium othonianum Rizz., Caju-de-Árvore-do-Cerrado, Anacardiaceae, explantes.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1667

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema