Avaliação da fidelidade genética de propágulos micropropagados de abacaxizeiro-ornamental [Ananas comosus var. bracteatus (Lindley) Coppens & Leal] utilizando marcadores moleculares tipo RAPD.

Maria do Desterro Mendes dos Santos, Antonio Carlos Torres, Gláucia Sales Cartopassi Buso

Abstract


O Ananas comosus var. bracteatus, é uma espécie com grande potencial ornamental, que vem sendo cultivada, no Brasil. Considerando a importância econômica dessa espécie para flor de corte, o seu cultivo in vitro vem sendo bastante utilizado para a produção de mudas em larga escala. Entretanto, a produção massal in vitro, com vários ciclos de subcultivos, pode ocasionar o aparecimento de variantes somaclonais. Uma das formas de avaliar o nível de mutações no material produzido é mediante a análise genética por meio de marcadores moleculares. O objetivo desse trabalho foi avaliar a qualidade genética do material micropropagado utilizando marcador genético do tipo RAPD. O DNA foi extraído de folhas jovens de propágulos, desenvolvidos in vitro. As reações de amplificação do DNA foram feitas por PCR (‘Polymerase Chain Reaction”). Cada 13 µl de reação continha: 3,0 µl de DNA genômico a 3,0 ng/µl; 4,92 µl de água milli-Q autoclavada; 1,30 µl de tampão 10X para Taq DNA polimerase; 1,04 µl de dNTPs 2,5 mM; 1,5 µl de primer (Operon Technologies, USA) 10 ng/µl e 0,2 µl de enzima Taq DNA polimerase. Foi testado o conjunto de 22 primers operon. Cada reação foi realizada em um termociclador Parkin Elmer, programado para 40 ciclos de: 1 min. a 92°C, 1 min. a 35°C, 2 min. a 75°C. Aos produtos das reações foram adicionados 3µl de tampão de carregamento. Após eletroforese em géis de agarose a 1,5%, os fragmentos foram visualizados, com marcadores 1000pb nos poços adjacentes às amostras já carregadas. As análises de RAPD foram feitas após 150 dias de subculltivo, em um total de 96 propágulos (clones) de abacaxizeiroornamental, oriundo da cultura in vitro de gemas laterais de muda tipo rebentão. Até o presente foram utilizados 22 primers, os quais produziram 296 amplicons. Desses, 32 foram polimórficos para esses propágulos. Os amplicons restantes foram monomórficos nos propágulos avaliados. A análise desses resultados demonstrou que a técnica de RAPD pode ser usada para determinar a qualidade genética em plantas micropropagadas de abacaxizeiro-ornamental, as quais não diferem morfologicamente da planta mãe.

Keywords


Ananas comosus var. bracteatus; cultivo in vitro; RAPD; variação somaclonal.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1645

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema