Estabelecimento de condições para cultivo e floração de plantas in vitro, visando à sua comercialização direta.

Thaís Silva Cavalcanti, Giovani José Feitosa Cavalcanti, Hayana Millena de Arruda Azevedo, Claudete Maria Marques Silva, Celso Iseppon, Ana Maria Benko Iseppon

Abstract


A micropropagação de plantas ornamentais apresenta-se como um novo desafio e uma nova fronteira para as técnicas de cultivo in vitro com a finalidade de multiplicação de mudas, propiciando a produção de clones em larga escala e em curto espaço de tempo, com uso de especo limitado e minorando os índices de contaminação. Novas demandas têm surgido especialmente considerando-se o potencial de plantas ainda não testadas para este fim, com destaque para as ornamentais. Esta técnica é considerada a aplicação mais prática da cultura de tecidos e aquela de maior impacto (Grattapaglia & Machado, 1998). 
A presente pesquisa teve como principal objetivo alcançar o desenvolvimento e floração de espécies ornamentais in vitro para fins comerciais, sendo inoculados diversos tipos de plantas em diferentes meios de cultura, dentre as quais Celosia plumosa, Rosa X híbrida e Echinocereus. Como inovação comercial, novos tipos e formatos de frascos foram testados, tendo em vista a comercialização direta das plantas nestes frascos.
Os representantes do gênero Celosia apresentam um porte herbáceo com pequenas flores reunidas em inflorescência cimosa, possuindo ovário súpero e fruto seco.  Pertencente à família Amaranthaceae, conhecida popularmente, como crista-de-galo, sendo bastante cultivada como ornamental devido à beleza e coloração de sua inflorescência, que varia de branca, tons de rosa, amarelo, laranja e vermelho.
A rosa cultivada foi resultante de uma grande mistura de espécimes pertencentes ao gênero Rosa, família Rosaceae. Apresenta hábito arbustivo, com folhas simples, alternas e presença de estípula, sendo suas flores bem visíveis com diversas colorações, principal fator que favorece seu uso ornamental e sua importância econômica.
O gênero Echinocereus pertencente à família Cactacea, não possuindo folhas desenvolvidas, apresentando suculência com caule de coloração verde e formato cilíndrico. Todos os representantes da família são especialmente abundantes em regiões de zonas áridas e semi-áridas, sendo muito encontradas na região da caatinga do nordeste brasileiro.

Keywords


Celosia plumosa; Rosa X híbrida; Echinocereus; Cultivo in vitro.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1636

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema