Efeito de concentrações de benzilaminopurina, formulação do meio de cultura e o período de subcultivo na produção de brotações adventícias no abacaxizeiro ornamental.

Maria do Desterro Mendes dos Santos, Antonio Carlos Torres

Abstract


O abacaxizeiro-ornamental (Ananas comosus var. bracteatus (Lindl.) Coppens & Leal é uma planta monocotiledônea pertencente à família Bromeliaceae com grande potencial ornamental que vem sendo muito apreciado no mercado interno e externo de flores, onde seu cultivo movimenta uma economia significativa. No Estado do Ceará, a produção de abacaxizeiros ornamentais está, em torno, de 12.000 hastes florais por mês. O objetivo do trabalho foi o de avaliar a influência de BAP, formulação do meio e períodos de subcultivos na produção de propágulos do abacaxizeiro-ornamental visando a produção em larga escala de mudas uniformes com alta qualidade fitossanitária. A propagação foi estabelecida a partir de brotações produzidas in vitro subcultivadas a cada 30 dias, por um período de 120 dias. Os explantes consistiram de brotações com 2,0 cm de comprimento e foram inoculados em meio composto de sais minerais MS, suplementado com 3% de sacarose, e, em mg/L: mio-inositol, 100; tiamina.HCl, 0,1; ácido nicotínico, 0,5; piridoxina.HCl, 0,5 e glicina 2,0. O delineamento experimental foi inteiramente ao acaso com os tratamentos dispostos no esquema fatorial 4X6X2, referentes a quatro subcultivos (30, 60, 90 e 120 dias), seis concentrações de BAP (0,0; 0,125; 0,25; 0,5; 1,0 e 2,0 mg/L) e duas formulações de meio (líquido e sólido), sendo o último solidificado com 0,2% de Phytagel. Foram utilizadas seis repetições por tratamento, sendo que cada parcela foi constituída de dois explante. Os frascos inoculados foram mantidos em intensidade luminosa de 30µmol.m-2.s-1, fotoperíodo de 16 horas e temperatura de 27°C. Os dados foram transformados raiz de X+1 e aplicados os testes estatísticos. Considerando-se o meio líquido, para os subcultivos de 30 e 60 dias houve um maior número de brotos 4,95 e 6,63, respectivamente, com a concentração de 1,2 mg/L. Enquanto que para os subcultivos de 90 e 120 dias observou-se o maior número de brotos, 8,35 e 12,98, respectivamente, com a concentração de 1,3 mg/L, utilizando-se concentrações superiores a essas ocorre uma redução do número de brotos. Para o meio sólido, observou-se um maior número de brotos (3,83) com a concentração de 1,5 mg/L para o subcultivo de 30 dias, enquanto que para o subcultivo de 60 dias o maior número de brotos (5,93) foi observado com a concentração de 1,3 mg/L. Já a concentração de 1,2 mg/L proporcionou o maior número de brotos, 7,64 e 10,71, respectivamente, para os subcultivos de 90 e 120 dias.

Keywords


Ananas comosus var. bracteatus; cultivo in vitro; subcultivo; micropropagação.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1598

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema