Germinação in vitro de Pitaya vermelha

Ester Alice Ferreira, Ludmilla de Lima Cavallari, Moacir Pasqual, Frederico Henrique Silva Costa

Abstract


A pitaya é uma cactácea epífita que tem seu centro de origem nas Américas e vem sendo cultivada em vários países do mundo.  É também conhecida como “fruta dragão” pelo aspecto escamoso de seu fruto.
O potencial desta frutífera tanto para mercado interno quanto externo, tem despertado o interesse de muitos produtores brasileiros. A pitaya vermelha Hylocereus undatus vem se destacando como a preferida do consumidor principalmente pela coloração de seus frutos.
O aumento do seu plantio tem gerado uma grande demanda por produção de mudas e embora os métodos convencionais para propagação cactos sejam satisfatórios as pesquisas têm mostrado que, independentemente da espécie, o suprimento adequado em água, nutrição, temperaturas convenientes, assim como luminosidade, são requisitos fundamentais para a germinação. Quando esta ocorre in vitro, a composição do meio nutritivo assim como as substâncias nele adicionadas irão favorecer a germinação e otimizar seu processo. Estudos de meios de cultura que favoreçam a germinação in vitro desta espécie são importantes tanto para maximizar a taxa de germinação, como para obter plântulas com qualidade genética e fitossanitária adequada. 
Além dos aspectos que envolvem a germinação, a cultura de tecidos se apresenta como uma ferramenta auxiliar na obtenção de um grande número de plantas sadias, de alta qualidade, em pequeno espaço físico e em curto espaço de tempo, atendendo assim a demanda dos produtores para por mudas.
Neste contexto, o presente trabalho objetivou avaliar a germinação in vitro de sementes de pitaya vermelha Hylocereus undatus

Keywords


Hylocereus undatus, ácido giberélico, MS, IVG



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1586

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema