Organogênese indireta e micropropagação de Eucalyptus camaldulensis

Regina Quisen, Yohana de Oliveira Ugarelli Lima Lima, Marcos Pillegi, João Carlos Bespalhok Filho

Abstract


Até o momento, os resultados de organogênese adventícia indireta com espécies lenhosas tem sido limitantes para a utilização destas espécies nos sistemas de transformação e obtenção de plantas transgênicas. Neste sentido, em função dos comportamentos apresentados pelas diversas espécies do gênero Eucalyptus e, diante da potencialidade da utilização do Eucalyptus camaldulensis nos programas de transformação genética, os objetivos deste trabalho foram comparar a resposta organogênica de explantes cotiledonares e foliares em diferentes meios de cultura e estabelecer as condições para a otimização da organogênese indireta da espécie. Foram realizados experimentos com meios de cultura JADS, MS, MS N/2, com metade da concentração de nitratos de amônio e potássio, WPM e B5 contendo 2% de sacarose, além dos fitorreguladores BAP, TDZ, CIN, ANA, 2,4-D e picloram, combinados nos diferentes ensaios. Os resultados obtidos demonstraram que os explantes cotiledonares e foliares respondem de maneira diferente quanto à capacidade regenerativa quando cultivados nos mesmos meios de cultura, sendo a regeneração foliar pouco satisfatória. O meio de cultura MS N/2 suplementado com 2% de sacarose, 0,6% de ágar, 10% de água de coco, 4,4 µM de BAP e 2,7 µM de ANA proporcionou melhor condição para a organogênese indireta a partir de explantes cotiledonares. A multiplicação das brotações regeneradas foi superior em meio contendo os sais do MS com 2,64 µM de BAP, 0,5 µM de ANA, 3% de sacarose, 0,7% de ágar, 1,0 mg L-1 de tiamina , 0,5 mg L-1 de piridoxina e 0,5 mg L-1 de ácido nicotínico. Plântulas com aproximadamente 1,5 cm de altura foram enraizadas em meio MS/2 com 3% de sacarose, 0,7% de ágar e 0,2% de carvão ativado. Em seguida foram aclimatizadas em tubete contendo vermiculita de granulometria fina e terra (1:1) em casa-devegetação com nebulização intermitente proporcionando 87% de sobrevivência.

Keywords


eucalipto, regeneração in vitro, espécies lenhosas, cultura de tecidos.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1574

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema