Avaliação do crescimento de Gypsophila panicula L. em hidropônica.

Marinalva Woods Pedrosa, José Geraldo Barbosa, Hermínia Prieto Martinez, Antônio Américo Cardoso

Abstract


Para caracterizar o crescimento de Gypsophila paniculata L., efetuou-se um experimento em casa de egetação, por hidropônica, com solução nutritiva recirculante, e tendo como substrato argila expandida rígida. Os tratamentos constituíram-se de seis épocas de coleta (60, 75, 90, 105, 120 e 135 dias de idade da planta). Empregou-se o delineamento perimental inteiramente casualizado, com quatro repetições e, após a colheita, dividiram-se as plantas em folhas, caules, raízes e inflorescências, para avaliação da matéria fresca e seca em cada órgão e na planta inteira. Avaliaram-se, também, a altura da planta, o comprimento do sistema radicular e o número de folhas. Transplantaram-se as mudas com 30 dias de idade, correspondendo a última coleta, realizada 105 dias após, num total de 135 dias, ao primeiro ciclo de florescimento. A iniciação floral ocorreu em torno dos 90 dias de idade da planta. A espécie apresentou bom desenvolvimento em hidropônica, com produção média de 2,6 hastes comerciais por planta. A produção de matéria fresca e seca foi crescente durante todo o ciclo, bem como a altura da planta. A maior taxa de crescimento ocorreu em torno de 98 dias de idade.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v7i1.156

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema