Calogênese a partir de segmentos de hipocótilo de mamona cv. BRS 149 Nordestina.

Daiane Peixoto Vargas, Renato Paiva, Gabriela Ferreira Nogueira, Vanessa Cristina Stein, Maria Laene Moreira de Carvalho

Abstract


A mamoneira (Ricinus communis L.) é uma oleaginosa de destacada importância socioeconômica, pois seu óleo, extraído pela prensagem das sementes, contém cerca de 90% de ácido graxo ricinoléico com uma ampla gama de utilização industrial. É considerada, atualmente, uma das principais alternativas à produção de Biodiesel no Brasil.  A formação de calos em um explante, denominada calogênese, é uma etapa básica para o desenvolvimento de sistemas de propagação massiva de plantas por organogênese ou embriogênese somática. É útil também quando se deseja produzir células para manipulações genéticas, como hibridações somáticas, poliploidizações e transformações (Torres, 1998). Devido à totipotência, protocolos para a obtenção de plantas com base em tecidos vegetais têm sido obtidos. Os processos pelos quais os tecidos produzem órgãos vegetais adventícios in vitro podem ocorrer direta (sem a formação de calos) e indiretamente, por meio da formação de calos. De acordo com Alves (2004), o processo de organogênese é complexo, em que diversos fatores atual, envolvendo interação entre fonte de explante, meio de cultura e fatores do ambiente. Assim, para que os processos de organogênese indireta in vitro (etapa de formação de calos) ocorram às células devem passar pelos processos de desdiferenciação, aquisição da competência, indução, determinação, diferenciação e formação do órgão.  Os centros ativos de divisão celular do calo, em condições adequadas, respondem a determinados estímulos, sofrendo diferenciação celular e formando órgãos (George, 1996). Sendo assim, a competência das células-alvo é o primeiro passo para a diferenciação celular, seguida da determinação em células competentes, quando essas se submetem a um caminho particular de desenvolvimento geneticamente programado (George, 1996 e Torres, 2000).  Este trabalho teve como objetivo estudar o efeito de diferentes concentrações de 2,4-D (ácido 2,4-diclorofenoxiacético) e de Picloram (ácido 4-amino-3,5,6-tricloropicolínico) no escuro sobre a calogênese de mamona  (Ricinus communis L.) cv. BRS 149 Nordestina, como primeiro estágio para obtenção de plantas in vitro.

Keywords


Ricinus communis L.; calogênese; cultura de tecidos.



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1543

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema