Concentração e acúmulo de nutrientes em plantas de Gypsophila paniculata L. cultivadas em solução nutritiva.

Marinalva Woods Pedrosa, José Geraldo Barbosa, Hermínia Prieto Martínez, Antônio Américo Cardoso

Abstract


Para determinar a concentração e o acúmulo de nutrientes em Gypsophila paniculata L., desenvolveu-se um experimento em casa de vegetação, utilizando hidropônica, com solução nutritiva circulante e tendo como substrato argila expandida rígida. Os tratamentos constituíram de seis épocas de coleta, a saber: 60, 75, 90, 105, 120 e 135 dias de idade da planta, empregando-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. Após a colheita, dividiram-se as plantas em folhas, caules, raízes e inflorescências, para avaliação dos teores e conteúdos de N, P, K, Ca, Mg, S, Fe, CU, Zn e Mn em cada órgão, bem como na planta inteira. O transplantio das mudas, com 30 dias de idade, e a última coleta aos 135 dias do plantio, corresponderam ao primeiro ciclo de florescimento. A iniciação floral ocorreu em torno dos 90 dias de idade da planta. As concentrações médias de nutrientes na planta inteira foram constantes durante o ciclo, exceto para P, Zn e Mn, que apresentaram reduções. As maiores concentrações de P foram observadas no caule, de Mg nas folhas e, dos demais macronutrientes, nas folhas e no caule. Quanto aos mícronutrientes, verificaram-se concentrações elevadas de Cu e Fe nas raízes, de Mn nas folhas e raízes e de Zn no caule e nas raízes. O acúmulo de nutrientes foi crescente durante o ciclo, obedecendo à seguinte ordem: K > N > Ca > Mg > S > P para macronutrientes e Fe > Zn > Mn > Cu para micronutrientes.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v6i1.152

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema