Mutações induzidas e uso de podas repetidas in vitro visandoao melhoramento de crisântemo.

Rodrigo Rocha Latado, Alvis Hernán Adamesi, Augusto Tumann Neto

Abstract


O objetivo desta pesquisa foi induzir mutações em plantas de crisântemo (Dendranthema grandiflora Tzvelev.) in vitro, seguido de podas repetidas in vitro. Aproximadamente 105 plantas in vitro do cultivar Ingrid foram irradiadas com dose de 22,5 Gy de raios-gama e o avanço das gerações foi realizado por meio de podas repetidas in vitro com o subcultivo de ápices caulinares e segmentos de caule contendo gemas axilares. Durante o período de florescimento avaliou-se a freqüência de obtenção de mutantes e o tamanho de setores mutados, em plantas da geração Mv,-meristema apical até m 1 v 3' Como resultado, observou-se um total de 93 plantas mutantes (1 3,3 % do total de plantas avaliadas), sendo a maioria, mutantes de coloração de inflorescência. Não se observaram plantas mutantes no controle. Como efeito das podas, notou-se uma tendência à redução na freqüência de mutantes e ao aumento no tamanho dos setores mutados, a partir da geração MV,-gema axilar até a geração M1V3' Entre os nove diferentes tipos, três mutantes de coloração de inflorescência (marrom-avermelhado, chá-rosa e variegado) estão sendo multiplicados para possível lançamento como novos cultivares.



DOI: https://doi.org/10.14295/rbho.v5i2.149

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema