Análise da concentração de BAP (Benzylaminopurina) no crescimento in vitro do mangarito (Xanthosoma mafaffa Schott).

Fabrício Luiz de Rezende, Sebastião Pedro da Silva Neto, Luiz Flávio Vieira Borges, André Luiz Rabelo, Álvaro Domingos de Lima Freitas, Daniel Luiz Moura de Souza, Julianderson Santos

Abstract


A família Araceae, inclui muitas espécies comestíveis, entretanto o mangarito (Xanthosoma mafaffa Schott) é uma das mais difundidas e cultivadas. Há carência de material propagativo de boa qualidade, sendo esta uma necessidade que pode ser atendida pelo uso da micropropagação para a produção de mudas de alta qualidade genética e fitossanitária. Este trabalho teve como objetivo a determinação do efeito da concentração da citocinica BAP (Benzylaminopurina) no desenvolvimento de explantes de mangarito. O experimento foi conduzido no delineamento inteiramente casualizado com 7 tratamentos (0; 1; 2; 3; 4; 5; 6
mg/l de BAP) e 10 repetições. A parcela experimental consistiu de um tubo de ensaio contendo 10 ml de meio de cultura MS, adicionado de 30 g/l de sacarose e 6 g/l de agar. O pH foi ajustado para 5,8 antes da autoclavagem a 120oC e 1 kgf/cm2. O explante consistiu de gemas in vitro obtidas em estabelecimento anterior isento de regulador de crescimento, e foram incubados a 25oC e fotoperíodo de 16 horas de luz por 8 horas de escuro. As avaliações foram feitas de 15 em 15 dias, com estabilização aos 60 dias. A altura dos explantes foi avaliada aos 60 dias de incubação. Os resultados obtidos foram: 6,5; 2,7; 2,5;
2,6; 2,4; 2,2; 1,8 cm, respectivamente aos tratamentos 0; 1; 2; 3; 4; 5; 6 mg/l de BAP.
Verificou-se que o aumento da concentração de BAP proporcionou inibição do crescimento
do explante. Considerando que a citocinina BAP tem como função a proliferação de gemas
e que ao final da fase de multiplicação in vitro é necessário que o explante tenha suficiente
tamanho para que tenha boa performance na aclimatação, os resultados deste trabalho
indicam que as concentrações entre 1 e 5 mg/l não afetam significativamente o crescimento
do explante.


Keywords


Xanthosoma mafaffa, cultivo in vitro; BAP (Benzylaminopurina); micropropagação; crescimento; meio de cultura



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1482

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema