Efeito de diferentes doses de ANA e BAP na multiplicação in vitro de crisântemo (Dentrathema grandiflora)

Marco Locarno, Gabriel Mascarenhas Maciel, Vanisse de Fátima Silva, Tales Antônio Amaral, Moacir Pasqual

Abstract


O crisântemo é propagado através de estacas, mas têm apresentado sérios
problemas por infecção de viroses, ocasionando prejuízos a viveiristas e produtores. A utilização da cultura de tecidos para a obtenção de plantas matrizes sadias com o objetivo de melhorar a produção. A combinação de tipo e concentração de reguladores de crescimento é fundamental para o desenvolvimento in vitro. O objetivo do trabalho foi avaliar as diferentes concentrações de BAP e ANA no crescimento in vitro do crisântemo. O meio
de cultura básico foi o MS acrescido de ANA (0; 0,5 e 1,0 mg/L) e BAP (0; 1,0; 2,0 e 4,0 mg/L) em todas as combinações possíveis. O delineamento foi o inteiramente casualizado. Com relação à influência das doses de BAP no crescimento da parte aérea, pôde-se verificar que na maioria dos tratamentos a ausência de BAP conferiu os maiores comprimentos na parte aérea. A ausência de BAP também influenciou o número de brotos nos mesmos tratamentos, T1 (0,0 mg/l de ANA e 0,0 mg/l de BAP), T5 (0,5 mg/l de ANA e 0,0 mg/l de BAP) e T9 (1,0 mg/l de ANA e 0,0 mg/l de BAP).


Keywords


Reguladores de crescimento, indução, hormônio



DOI: https://doi.org/10.14295/oh.v13i0.1476

ISSN: 2447-536X

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

SBFPO - Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais | Cadastre-se na revista | Página Oficial SEER | Ajuda do sistema